Notícias

23 abr
2022

Fechamento por cateter do Forame Oval Patente

Vamos falar sobre o fechamento por cateter da comunicação interatrial e do fechamento do Forame Oval Patente. O coração normal é dividido em dois átrios atos que são localizados na parte de cima e dois ventrículos localizado na parte de baixo.

Normalmente existe uma divisão completa entre o lado direito e o lado esquerdo do coração, um septum interatrial dividido em dois átrios e um septum interventricular dividindo os dois ventrículos.

No caso da comunicação interatrial existe um defeito no orifício no septum interatrial, na parede que divide os dois átrios.

Nessa situação existe a passagem de sangue do átrio esquerdo que tem uma pressão maior para o átrio direito onde a pressão é menor, o que causa uma dilatação das veias cardíacas e a hipertensão na artéria pulmonar. Também pode ocorrer a passagem de sangue do lado direito para o lado esquerdo.

No Foramen Oval Patente esse defeito é bem menor

É um defeito pequeno associado a uma membrana, o risco, a principal complicação do Foramen Oval Patente é é a embolia paradoxal. A embolia paradoxal ocorre quando um coágulo se forma nas veias e sobe até o coração do lado direito.

Passa do átrio direito pelo Foramen Oval Patente até o átrio esquerdo, e do átrio esquerdo vão para o ventrículo esquerdo, aorta e para a circulação cerebral causando um acidente vascular cerebral.

Nessas situações nós podemos utilizar o fechamento percutâneo do Foramen Oval Patente, assim como da comunicação interatrial

É feito através de uma punção na veia femoral na virilha. A pós a função nós introduzimos cateteres e guias pela veia femural via cava interior até o átrio direito e cruzamos através do defeito seja Foramen Oval Patente ou a comunicação interatrial do átrio direito para o átrio esquerdo.

O próximo passo é a colocação do dispositivo
Inicialmente nós colocamos um dispositivo dentro de uma bainha fechada e cruzamos o defeito.

Em geral esses dispositivos eles são feitos de uma liga metálica de nitinol, o níquel titânio recoberto com um tecido de poliéster, e eles funcionam mais ou menos como um guarda-chuva com dois lado.

Inicialmente nós abrimos um dos lados do guarda chuva dentro do átrio esquerdo, tracionamos esse dispositivo até que encoste no septo interatrial e na sequência abrimos o outro lado do guarda chuva dentro do átrio direito.

Com isso existe um mecanismo tipo sanduíche que faz com que os dois lados do guarda guarda chuva se aproximem junto ao septo, um do lado esquerdo e o outro lado direito obliterando este orifício e evitando assim a passagem de sangue de um átrio para o outro.

Após a liberação do dispositivo, realizamos exames para comprovar o posicionamento adequado e também um ecocardiograma pra ter certeza que não há mais passagens de sangue em de um átrio para o outro.

Uma vez comprovado a eficácia do procedimento, os cateteres e as guias são retiradas do paciente. O mesmo fica por algumas horas na UTI e em geral são necessários apenas poucos dias de internação hospitalar.

Portanto, o paciente pode retomar as suas atividades habituais em pouco tempo.

Siga o Dr. Eduardo Saadi no Instagram e acompanhe de perto mais informações.

QUER COMPARTILHAR ESTE CONTEÚDO?