A+ A-

Desfribilador

As arritmias cardíacas rápidas (taquiarritmias) que se originam nos ventrículos são as mais perigosas e podem levar à morte súbita. A fibrilação ventricular é caracterizada por batimentos cardíacos rápidos, irregulares e não coordenados, com isto o coração não é capaz de bombear sangue para o cérebro e outros órgãos. É a principal causa de morte súbita de origem cardíaca. Sem o tratamento imediato com choque elétrico para recuperar o ritmo normal, o paciente perde a consciência e morre em alguns minutos.

Semelhante a um marcapasso o desfibrilador pode ser implantado no paciente com o objetivo de prevenir a morte súbita. Os casos de indicação mais frequente são:
- Pacientes que tiveram parada cardíaca e foram reanimados com sucesso;
- Arritmias ventriculars (taquicardia ou fibrilação ventricular) detectadas por exames;
- Algumas doenças congênitas com maior chance de morte súbita
- Fração de ejeção (uma medida de força de contração do coração) menor do que 35%.

Notas de apoio:

Marcapasso: Sistema de estimulação de impulsos elétricos implantado quando há algum defeito no bombeamento do sague do coração ao resto do corpo. Clique aqui para ir até a página do Marcapasso e saber mais sobre este assunto.