A+ A-

Notícias - Campanha de saúde alerta para cuidados com aneurisma da aorta

 

Desde 2010, o Rio Grande do Sul celebra, em outubro, a Semana Estadual de Combate e Prevenção do Aneurisma da Aorta instituída pela Lei Estadual nº  13.538. O Estado é o único no Brasil a contar com campanha oficial de promoção de saúde da aorta.

Para marcar o alerta sobre os riscos da doença, que é assintomática, grave e pode ser fatal, o coordenador regional da campanha, cirurgião cardiovascular Eduardo Keller Saadi, e o Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre, promovem palestra com entrada franca e mutirão de exames gratuitos para rastreamento. 

 

A palestra proferida pelo Dr Saadi ocorre dia 25/10, às 19h, no auditório do Hospital Mãe de Deus ( José de Alencar, 286). As primeiras 100 pessoas que chegarem e que pertençam ao grupo de risco, ou seja, acima de 60 anos, recebem senhas para ecografias gratuitas para detecção do Aneurisma da Aorta. O mutirão de exames será realizado no sábado, dia 29/10, a partir das 8h  no  HMD. Os resultados são fornecidos no final de cada avaliação e os casos positivos são orientados para tratamento. Durante os eventos, há distribuição de cartilha com informações e cuidados. Mais informações pelo telefone  (51) 3230.6069. 

 

Aneurisma da Aorta

 

A aorta é a principal e mais grossa artéria do corpo humano. Seu calibre normal é de 2 cm de diâmetro. É submetida à pressão constante devido ao fluxo sanguíneo ejetado pelo coração. A cada batimento cardíaco, as paredes da aorta se dilatam e se retraem. Uma doença do tecido elástico provoca uma dilatação progressiva num determinado ponto da artéria na altura do abdome ou do tórax. Se atingir 3 cm já é considerado aneurisma.  Quanto mais se dilata, mais frágil fica a parede. A anomalia pode ser comparada a um balão de festa ou com uma bolha que infla silenciosamente. Quando atinge 5 cm ou mais de diâmetro, a membrana já está muito fina e pode estourar. Se rompe, provoca hemorragia interna grave, resultando em 90% de óbitos. Apenas metade dos pacientes com Aneurisma da Aorta roto consegue chegar viva ao hospital. Entre esses doentes, mais de 50% morrem durante ou após cirurgia de urgência.

 

O aneurisma não apresenta sintomas e, normalmente, é descoberto quando a pessoa faz exames como RX ou ecografia para investigar outro problema. Os brasileiros não têm o hábito de checar a incidência da doença. No entanto, é essencial descobrir a dilatação logo no início. É importante pedir ao médico um exame de imagem, pois o Aneurisma da Aorta tem cura. Basta tratar clinicamente e acompanhar sua evolução. Se crescer muito, não significa uma sentença de morte. Os procedimentos disponíveis, principalmente os endovasculares e minimamente invasivos, corrigem o problema. Hoje, com uma simples punção, sem incisão ou corte, é possível introduzir, por dentro da artéria, um cateter que leva uma prótese e elimina o aneurisma. A recuperação é rápida e a vida normal é retomada em poucos dias. O método beneficia, principalmente, pessoas idosas e com doenças associadas - ” – Alerta Dr. Saadi.

 

Principais fatores de risco

Os principais fatores de risco incluem hipertensão arterial, história familiar de aneurisma e tabagismo.

 

Dados sobre Aneurisma da Aorta

Cerca de 5% da população masculina e 0,4% da feminina, acima de 60 anos, apresentam a lesão na aorta. Em 2010, o Ministério da Saúde registrou  6.680 óbitos no Brasil: 1.063 no Sul, 4.016 no Sudeste, 456 no Centro-Oeste, 977 no Nordeste e 168 no Norte.

O aneurisma da aorta é mais extensamente predominante do que os números disponíveis. Isto é porque a maioria dos casos não são detectados e não notificados.

 

Serviço - Campanha de Prevenção e Combate ao Aneurisma da Aorta


Dia 25/10 – 19h –  auditório do Hospital Mãe de Deus (Rua José de Alencar, 286), Porto Alegre.

Palestra com entrada franca do Dr. Eduardo Keller Saadi. As 100 primeiras pessoas, acima de 60 anos que chegarem, ganham senhas para ecografias gratuitas para rastreamento da doença.

 

Dia 291/10 – a partir das 8h no Hospital Mãe de Deus (Rua José de Alencar, 286), Porto Alegre.

Mutirão de ecografias gratuitas para rastreamento de aneurisma da aorta.


Informações:  (51) 3230.6069. 

Campanha de saúde alerta para cuidados com aneurisma da aorta